"Nunca é alto o preço a pagar pelo privilegio de pertencer a si mesmo." Nietzsche

O Sr. do Tempo e seus mistérios.


Eu sou revoltada com o tempo. As pessoas dizem que o relógio serve para marcar as horas, o tempo. No entanto, ate hoje ainda não consegui entender como isso acontece. Eu sei que os ponteiros estão sempre dando suas voltas. Mas, é fácil marcar a hora, não o tempo. O tempo é muito mais complexo.
Engana-se quem acha que pode medir o tempo com um relógio. Tente então, contar 45 min na aula daquele professor chato, aposto que você irá olhar pelo menos umas três vezes para hora e a aula não acabará. Agora, tente fazer isso naquela aula que você adora. Você nem terá tempo de olhar para o relógio, pois ela acabará antes. Então, chego à conclusão: o tempo é relativo sim. O tempo é muuuito relativo.
Quando estou estudando, por exemplo, a sensação que eu tenho é que a cada 30 minutos, passam-se 60 segundos do relógio. Se for o caso de estar em uma festa, acontece exatamente o inverso, a cada 60 segundos, o tempo faz questão de avançar meia hora. Ou mais. Eu me revolto com esse jeito de ser do tempo.
Parece que o Sr. do tempo vive em função de me irritar... E quando vem com aquela história “se acalme, o tempo vai curar” “tá, vo fingir que acredito”. Pois, pelo que eu conheço desse aí, é capaz de ele passar bem devagarzinho, só para que a dor dure por mais tempo... “A crueldade em forma de tempo!” Mas isso já é outra estória...
Para quem não leu “tic-tac, lentamente”, foi onde comecei a sacar essa do tempo.

5 comentários:

Naty Santos disse...

Eita que esse tempo me tira de "tempo"... é exatamente assim flor, do jeito que vc escreveu.Gostei q só daqui, vou te seguir!!Beijos.

Dave disse...

Vou concordar e discordar de você. Concordar por que realmente tenho a mesma impressão sobre o tempo. Outro exemplo bom das artimanhas do Sr Tempo é quando estamos no ponto de ônibus e precisamos que o ônibus passe rápido e justamente naquele dia, ele tem um atraso absurdo. Aí se estivermos no mesmo ponto de ônibus, aos beijos e amassos com quem estamos ficando ou namorando, passa o mesmo ônibus, da mesma linha, a cada 10 minutos, já percebeu isso? Perceba e me conta, hahahahahaha....

A parte que discordo é com relação ao lance do tempo curar... Realmente o tempo cura. Mas não o Sr Tempo, e sim o tempo em si mesmo. Por que nós mudamos minha doce Indy. E com isso fazemos coisas novas, aprendemos coisas novas, buscamos coisas novas, conhecemos coisas e pessoas novas e tudo isso contribui pro velho ir saindo fora de nossas vidas, então por isso que popularmente costumam dizer que "O tempo cura".

Ah, vou te pedir uma coisa, mas te falo depois caso você vem a fazer... Me envia um e-mail? É. Eu sei que é estranho, hahaha, mas é sério, meu e-mail tá lá na pag de Contato do Blog, me envia e te explico por que pedi isso, não é sacanagem e nem besteira, fica tranquila. Prometo!

Beijo.

Beatriz Amorim disse...

Adorei, Indy!
Ótima reflexão! :D

Ps: Comprei o livro! \o/

Um ótimo fim de semana, linda!
;**

CUCA BOA disse...

"eita que as vezes
esse tempo tambem me
irrita tantO colega!!!"

palavras bem ditas moça
bjão pra vc
=D
(nate)

Luis Gustavo Cardoso disse...

Olá, moça, tudo bom? Obrigadíssimo pelo comentário, fiquei muito contente. Não tenho entrado muito na internet, mas deixo com você o msn, pra conversarmos, qdo eu entrar. Um beijo, Gustavo dracolg@hotmail.com