"Nunca é alto o preço a pagar pelo privilegio de pertencer a si mesmo." Nietzsche

Adeus velho mundo

imagem via web

Novos ares, novos mares 
Novas cores de cabelo 
Do preto ao vermelho
Amando e desamando 
Vivendo e me reerguendo 
Descobrindo e me perdendo
vou, 
mas vou reinventando o que é meu
Do mundo que não vale o mundo
Fui outra vez ateu
Para me lembrar porque estou aqui
De amor e esperança me vesti
De todos os lugares que vivi, 
O melhor é sempre estar de volta. 
Voltei.



cuide bem do seu amor - Os Paralamas do Sucesso


Roda viva

imagem via web
Montanha russa. Sim, é uma montanha russa. Daquelas bem grande, a maior do mundo. É linda, é maravilhosa. Você olha e já quer o bilhete para participar. Você reza todos os dias para chegar a sua idade de poder ir lá, sozinho. Sua vida precisa daquela adrenalina, você precisa sentir no corpo a sensação de se aventurar. Todos avisam para ter cuidado, pode ser perigoso. Pessoas ficam mal, pessoas se machucam, mas você... Você é diferente de todas elas. Você sabe o que faz! Então você vai, compra o bilhete e se arrisca. 
É euforia, é diversão, é paixão, é amor, mas também medo. É um misto de sensações: uma hora você está lá em cima, outra hora você está la embaixo. Tem horas que seu coração quase sai pela boca, outras em que a felicidade toma conta de você. Quando é bom... É muito bom, mas quando seu corpo já não aguenta mais, essa é a hora em que você pede para ser levado embora. É a hora que você pede para não ter chegado a essa idade e se arrepende desde o dia em que nasceu de ter comprado aquele bilhete.
Mas aí, a coisa desacelera, você tem alguns segundos para respirar bem fundo, se recompor. Mas, precisa ser rápido! O mundo não espera por ninguém e as pessoas que estão lá se esquecem de avisar que a montanha russa da vida nunca para de girar. Mesmo assim eu digo, não passe a vida sem comprar o seu bilhete. Sempre há um recomeço, todo fim é um inicio. Se não puder nadar contra a correnteza, deixe que ela lhe leve a algum lugar mais calmo...

Mamelungos de recife - Ainda tô achando

Algum dia

imagem via web

Eu sei que fico melhor sozinha
Mas gostaria de estar com você
Permito-me ver que para outro lado você caminha
Sei que é o melhor
Apesar de não lhe ter

Você é tao bonito sem mim, baby
Sua animação, me anima
Mesmo sabendo que seu coração
Jamais pertencerá a mim
Eu gostaria que pertencesse

Aceito os pequenos momentos
São o bastante para nos ajudar
A vida é um grande tormento
Espero que em outro momento possamos no encontrar
Pelo menos uma vez
Nem que seja uma vez

A vida é uma grande surpresa
E eu sei, eu fico melhor sozinha
Mas espero que a vida nos dê uma chance
Algum dia
Pelo menos uma vez

Certas coisas - Lulu Santos

Para esse vírus

...Nunca encontrei a cura.

imagem via web
Sobrou-me apenas cacos de sonhos espalhados pela cerâmica, pelas paredes, por cada canto desse apartamento. Nada ficou no lugar. Sobrou para mim apenas a bagunça de um dia depois da bebedeira, a ressaca e todo mundo voltando a viver as suas vidas normalmente enquanto eu fico aqui, sem saber por onde começar. Por um tempo quase esqueci que a vida sempre me quis só. Jogo aos poucos essa sujeira fora, dando de comida a ilusão que o tempo tudo cura. 
Tudo está arrumado do lado de fora, o lado de dentro foi reduzido a pó. Resta-me a  promessa de ser feliz e não desistir do amor. Também resta-me a promessa de que ficarei aqui independente de qualquer coisa, não que mereças algum sacrifício, mas porque estudei em uma escola da vida que era regida a palmatória, bastante diferente da sua. Acendo meu cigarro na boca do fogão e me deito no chão do banheiro, enquanto eu vejo tantos planos sendo carregado pelas pernas curta da mentira.
Finjo imunidade a dor. Sentia-me quase imune quando o destino veio com seu novo vírus me derrubar. Grande desperdício se não fomos feito um para o outro. Logo eu que tenho medo de barata, obrigada a ter sangue assim. Mas, escuta-se por todos os lugares que cada um tem a cruz do tamanho que pode carregar.


E sendo amor