"Nunca é alto o preço a pagar pelo privilegio de pertencer a si mesmo." Nietzsche

[sem fotografias]


Dizem que uma imagem fala mais do que mil palavras, e talvez, até seja verdade. Mas, na verdade, apesar da falta que me faz agora uma fotografia... Eu custo a acreditar que caberiam tantos sorrisos em uma lente ou em uma moldura. Duvido que caberia tanto amor ou tantos ‘eu te amo’ em uma foto só. Também não caberiam tantos beijos, tantos abraços, tantos desejos... No mínimo, a foto sairia com brilho demasiado, já que os nossos olhos não nos deixavam mentir nem por segundo e cintilavam de sentimentos bons. E por falar em olhar... O seu é lindo e hipnótico!
É que no fundo, eu aposto que a fotografia seria perfeita... Mesmo que não estivéssemos olhando, mesmo que não coubesse toda a nossa felicidade ou nossos planos ou nossos sonhos. Mesmo que não desse para fotografar esse meu mundo inteiro – que somos nós dois. Eu sei, sairia perfeita... É que não sobra e nem falta nada em nós. Não há espaços, nem vácuos, nem distâncias – e até os quilômetros nos separam desaparecem só de eu lembrar você e esse seu sorriso lindo... Ah, esse seu sorriso que me restaura e me apaixona cada vez mais!
É que depois de tantos momentos como os nossos, é natural que almejássemos uma fotografia... Mas apesar das tantas horas que felizmente compartilhamos, só conseguimos pensar em outras coisas, durante a eternidade que é cada minuto que não estamos juntos. Como agora que a saudade vem de fininho fazendo do meu coração sua morada novamente. Agora que a minha vontade é de poder imitar o vídeo e apertar qualquer botão que me fizesse reviver cada segundo da mesma forma. Agora que eu tanto desejo um pouco mais de você em mim e o meu coração quase enrouquece de chamar seu nome...
E agora, além de agradecer, eu só tenho pedido a Deus para não me perder de você, que de tão perfeito parece sonho... E mesmo que seja um sonho, meu Amor, eu não tenho medo! Eu sei que se for para acordar, eu acordarei de conchinha, lhe enchendo de beijos, de abraços... Eu diria novamente esse “eu te amo” que não cansamos de dizer e ouvir e depois de confundirmos as nossas pernas outra vez, dormiríamos justapostos e radiantes...
Agora pensando melhor, Amor... Tem como fotografar um sonho?

5 comentários:

Luna Sanchez disse...

Que lindo!

Acho que fotografar o sonho não é possível mas desenhá-lo em dupla, sim.

;)

Um beijo, Indy.

Srtª Vihh disse...

Oie, Indy!
Perfeito a ideia do texto, realmente não sei o que dizer referente a fotografia, ela pode eternizar um momento?
Adorei o ultimo parágrafo, lindo mesmo, querida.
bjOus

Pessoalmente: disse...

É que as vezes o que podemos ver nas fotografias, muitas pessoas não poderiam... o brilho nos olhos, por exemplo, é inerente de quem o tem, os laços invisíveis que existem cabem exclusivamente em nossa realidade.
E o sonho a dois... a gnt não fotografa, a gente desenha...
Linda, adorei o texto !!

Naty Santos disse...

Que lindo Indy! É uma pena não poder fotografar,mas,porque não tentas desenhar?

Indy,quero te agradecer muito mesmo pela força que você me deu,eu sinceramente não esperava,por não sermos tão proximas virtualmente,rsrs.Mas, é assim mesmo,a vida e as pessoas nos surpreende o tempo todo.E o que você escreveu me ajudou muito,me fez pensar e refletir e mudei a forma de pensar,quis colocar em prática.

Obrigado mesmo.Beijão.

Luana Natália disse...

Seria ótimo se pudéssemos fotografar um dos nossos sonhos mais lindos, não é mesmo?