"Nunca é alto o preço a pagar pelo privilegio de pertencer a si mesmo." Nietzsche

Permita-se ser de outro alguém além de mim.

 imagem via internet

Esvazia. Esvazia sua mente, seu coração. Esvazia seu interior... Esvazia-se de todas as mágoas, das energias negativas, daquilo que lhe põe para o chão. Reconstrói seu coração, purifica sua alma e acredita. Acredita nesse sonho, no que parece mentira de tão perfeito que é. Acredita e faz disso a sua própria realidade, o seu próprio mundo. Vive, como sempre quisesse viver nesse seu mundo particular, nesse único mundo que me interessa: o nosso.
Voa menina, voa alto e sonha... Sonha como você sempre quis sonhar. Deixe que suas feridas cicatrizem de uma vez. Torne-se tudo que você é... Vai tornando-se sua novamente, tão sua e tão somente minha a ponto de eu lhe deixar ser inteiramente de alguém: a menina de outrem. Assim, como sempre quisesse ser.
Eu sei bem tudo o que você sempre quis. Eu sei bem que você sempre desejou ter alguém pra confiar - confiar que eu digo, literalmente, alguém além de mim e você mesma.
Eu sei que todo esse seu egoísmo de guardar tudo pra você é apenas medo. Você não me engana. Você não consegue enganar a si mesma, nunca conseguiu. Eu sei bem como o novo te amedronta e que apesar de amar correr riscos você tem medo de colocar mais alguém para o lado de dentro deste teu muro...
Talvez, você nem me perdoe, mas eu necessito dizer que eu nunca te vi tão feliz! Eu nunca te vi tão entregue. Eu nunca te vi assim, tão nem minha e nem sua. É a primeira vez que você não está articulando suas palavras, não está indo devagar, não está medindo milimetricamente cada passo. Você perdeu a razão, minha menina! Esqueceu-se de calcular os pensamentos e já não os domina mais. Mas eu lhe avisei. Eu avisei que um dia você ia dá de cara com o amor e ele iria lhe colocar no bolso... E ele levaria você para onde quisesse...
Não adianta me xingar e dizer que sabe o que está fazendo. A única coisa que você sabe é que nunca se sentiu tão bem e, por isso, não vai soltar dessa felicidade incerta de jeito nenhum. Até porque, eu também estou agarrando esta causa com você e por você, para que quando você pense que não merecia tanto ou que está perfeito demais para ser verdade, eu te olhe e diga “você merece, minha menina de outrem, você merece muito mais”.
O Amor é assim, a certeza incerta que acontece de todas as formas impossíveis. O Amor é Roma ao contrário, é também viver e depois morrer aos contrários... É tudo que eu sei sobre o mesmo, só que também ao contrário, porque este sentimento de quatro letras - como traduz a gramática - sempre vai surpreender de alguma forma contrária ao que foi imaginado.
Mas vai por mim e deixa o amor lhe carregar no bolso mesmo... E nos corações, nas nuvens, nos além-da-vida... Deixa o amor lhe carregar onde ele quiser e, assim, fazer de você alguém inteiramente feliz.


Uma coisa meio de mim para eu mesma...
Assim, com insanidade e tudo!

12 comentários:

Leontyna Santos disse...

Meu Deus, eu me senti aí, nessas palavras, senti como se me olhasse nos olhos e dissesse tudo isso.
E no final das contos vivemos em busca desse sentimento tão reconstrutoramente destruidor. Ah, o amor...

Muito lindas mesmo as tuas palavras, Indy
Beijos*:

sawuelbruno™ disse...

incrível esse texto
essas palavras expressão um sentimento muito bom ao ser lidas

gostei bastante dessa postagem
Parabéns Indy

Att,
sawuelbruno™

Tãã disse...

Oiee...Estou sorteando uma almofada da Imaginarium!!! se curtir participa aqui =)

bjO ^^

http://www.cerejarocks.com//search/label/Sorteio?&max-results=7

Aksa Bandeira disse...

Que lindo texto, parece até que eu escrevi p/ mim rsrsrs
Não queremos sofrer e ao mesmo tempo queremos viver um amor assim que nos tire do chão, que de tão nos faça pensar que não é real. Queremos a certeza incerta, aquele sentiment a flor da pele.

Amei!!!
Bjus flor, tenha uma ótima semana!!

Luna Sanchez disse...

O texto está lindo e é uma vitória porque falar assim, pra si mesmo, não é tarefa nada fácil.

Um beijo.

Srtª Vihh disse...

Sentei e li seu texto.
As palavras vieram de encontro comigo, minha nossa que perfeito!
Amei aqui, querida, o que escreves, és tudo tão belo que me senti em cada linha.
bjOus

Tãã disse...

florzinha, terá outros sorteios..participa sim!^^

eu tbm sou ansiosa...rsss

beijos

Um brasileiro disse...

Oi. Estive aqui dando uma espiada. Muito legal. Apareça por la. Abraços.

Sandro Ataliba disse...

O amor é provavelmente o maior alvo das tentativas de compreensão, e provavelmente a maior frustração de quem tenta pensá-lo.
Cada pessoa precisa escolher: eu pensa, ou ama.
Belo texto!

Pessoalmente: disse...

Não sou muito de ler Lispector, mas acredito ter visto algo desse tipo em algum trecho que vi por aí: "Timidamente eu me deixava transprecer uma doçura que me encabulava sem me constranger..."

Achei muito sua cara... esse seu texto é simplesmente brilhante. =)
Beijo !!

P.S.: Perdoe-me se esse texto não for dela... rs !! =*

Borboleteando disse...

Adorei seu espaço, vou fazer pousada por aqui.
Beijos, ótimo fim de semana

Keila

http://simplesmenteborboleteando.blogspot.com/

Gabriela Freitas disse...

incriveis estas tuas palavras